gestão da qualidade de vida no trabalho

Entenda como fazer a gestão da qualidade de vida no trabalho

Você já parou para pensar na importância de uma boa gestão da qualidade de vida no trabalho? Talvez um dos termos mais frequentemente ouvidos ultimamente, tanto em reuniões de família ou de amigos, quanto na voz de especialistas de diversas áreas na mídia, é a qualidade de vida.

As pessoas hoje devem ser consideradas o centro das organizações, para que seja criado um valor no relacionamento com elas. Melhorar a qualidade de vida deve ser a nossa missão e principal objetivo, especialmente dentro das empresas que buscam desenvolver uma cultura orientada para as pessoas e manter uma imagem positiva no mercado.

Neste artigo, abordaremos a importância de uma boa gestão dos programas de qualidade de vida na sua organização. Acompanhe!

O que é a qualidade de vida no trabalho?

A Qualidade de Vida no trabalho, ou QTV, é ao conjunto de fatores que proporcionam um ambiente favorável para o bom desempenho das funções do colaborador com segurança, saúde física, mental e realização pessoal. Dessa forma eles trabalham com prazer para alcançarem seus objetivos e contribuir para o crescimento da organização.

O termo surgiu nos anos 60, quando as empresas viviam às voltas com os constantes avanços tecnológicos, mas ele só ganhou notoriedade nos anos 70, quando foi usado pelo professor da Universidade da Califórnia, Louis Davis, para definir o conjunto de fatores que afetam os colaboradores e é capaz de interferir na produtividade e resultados de uma organização.

As organizações estão cada vez mais preocupadas e promover a qualidade de vida no trabalho, pois há uma cobrança da sociedade por uma gestão de pessoas mais humanizada, que tenha uma preocupação real com as pessoas que a representam. Sendo assim, a QTV de uma empresa influencia diretamente na imagem que ela projeta no mercado e na sua competitividade.

Um programa de qualidade de vida deve atentar para os seguintes pontos:

  • as relações interpessoais entre as equipes e com diferentes níveis hierárquicos;
  • as responsabilidades, tarefas e meios disponíveis para realizá-las;
  • o ambiente profissional;
  • o equilíbrio entre o trabalho e vida pessoal;
  • a realização pessoal;
  • o desenvolvimento da carreira do colaborador.

Como podemos ver, qualidade de vida não tem a ver apenas com condições de trabalho e benefício sociais. É preciso se atentar também para os modelos de gestão praticados pela empresa e o senso de comunidade das equipes de trabalho e as perspectivas que os colaboradores têm com relação ao seu papel na empresa entre outros fatores.

As novas gerações de trabalhadores trazem ainda novos parâmetros para conceituar a qualidade de vida. Eles querem horários de trabalho flexíveis, trabalho colaborativo, possibilidade de trabalhar fora do ambiente da empresa, entre outras mudanças que surgem a cada dia.

Qual a diferença entre qualidade de vida e qualidade de vida no trabalho?

O termo qualidade de vida engloba todas as áreas da vida de uma pessoa. Sendo assim, quando falamos em qualidade de vida no trabalho, podemos entender que se trata de uma parte complementar dos fatores que interferem no nível de satisfação do ser humano.

Já conceituamos aqui a qualidade de vida no trabalho. Se somarmos ao prazer que o colaborador sente no desempenho de suas funções na empresa, ao que ele tem com sua família, espiritualidade, estado da mente, saúde física, relacionamentos, e interações sociais fora do trabalho, podemos medir o nível de qualidade de vida geral da pessoa.

Os conceitos que proporcionam a qualidade de vida mudam muito de pessoa para pessoa. Afinal, as prioridades e paixões são muito individuais. Enquanto uns preferem viver uma vida mais simples, se dedicar à família e trabalhar pouco, outros se satisfazem por meio da dedicação ao trabalho e sucesso profissional. De qualquer forma, para que uma pessoa tenha uma boa qualidade de vida, é fundamental que tenha uma boa qualidade de vida no trabalho, onde geralmente passam a maior parte do seu dia.

Por que investir em qualidade de vida no trabalho?

Os profissionais atuais almejam muito mais que salário e estabilidade financeira quando buscam por uma colocação no mercado de trabalho. Eles querem fazer parte de uma organização que complemente suas vidas, dando-lhes a oportunidade de conciliar suas responsabilidades pessoais com a vida profissional.

Por isso, um bom ambiente organizacional, capaz de atrair e manter bons profissionais deve zelar sempre pela qualidade de vida. Para isso, é importante oferecer aos colaboradores um bom pacote de benefícios, a oportunidade de crescer e se desenvolver dentro da organização, um bom clima organizacional e plano de carreira, entre outros fatores que interferem na qualidade de vida do trabalhador.

Um bom programa de qualidade de vida no trabalho pode trazer benefícios como os citados abaixo. Confira.

Desenvolvimento do trabalhador

Colaboradores felizes são mais dispostos a aprender novas habilidades para aprimorar seu trabalho e se reciclar para atuar nas novidades que chegam aos processos produtivos da empresa. Isso dá a organização a oportunidade de aproveitar ao máximo sua força de trabalho, reduzindo gastos com processos seletivos.

Aumento da motivação

A motivação é a chave para a boa produtividade e para o crescimento da empresa. Colaboradores motivados desempenham melhor as suas funções, cooperam uns com os outros e se esforçam para que a empresa alcance seus objetivos, já que se sente parte dela.

Melhoria na saúde dos colaboradores

Trabalhadores seguros e felizes adoecem menos, o que já impacta positivamente no investimento em planos de saúde corporativo. Um bom clima organizacional reduz o estresse, evitando, entre outras doenças, quadros de depressão entre os colaboradores. Programas de promoção à saúde também podem ser estendidos aos familiares, que também são dependentes dos benefícios e se sentirão acolhidos pela empresa.

Melhor desempenho

Em uma empresa que prioriza o bem-estar de seus colaboradores, eles podem desenvolver melhor suas atividades. Assim, eles serão mais produtivos, envolvidos e engajados no alcance dos objetivos da empresa e seu crescimento. Esse ambiente de trabalho agradável e atencioso certamente pode se tornar um ambiente propício à inovação.

Sentimento de dono

Ter uma abordagem QVT efetiva terá um efeito positivo no engajamento e na lealdade de suas equipes. A empresa não somente verá seu turnover diminuir, mas também promoverá o crescimento da sua marca empregadora e a competitividade da sua organização no seu ramo de atividade.

Powered by Rock Convert

Maior eficiência na organização

Se o colaborador se sente feliz em seu ambiente de trabalho, ele certamente estará menos propenso ao absenteísmo, atrasos e licença médica, que interferem diretamente na produtividade da empresa. Isso também impacta na rotatividade e permite reduzir vários custos relacionados às rescisões de contrato e novos processos de recrutamento e seleção.

Como garantir a qualidade de vida dos colaboradores?

Ao pensar em um programa de qualidade de vida, o primeiro fator a se considerar é o perfil dos colaboradores da organização. Para que uma organização seja produtiva, ela deve buscar por profissionais com Fit cultural. Todos os membros da organização precisam ter missão, visão e valores internalizados para formarem um time coeso e eficiente.

Assim, cada item de um programa de qualidade de vida no trabalho precisa estar, também, de acordo com a cultura da empresa e com o perfil de seus colaboradores, a fim de que sejam eficazes e não gerem prejuízos em vez de benefícios.

Alguns fatores são cruciais para a implementação de projetos de qualidade de vida no trabalho.

Salários satisfatórios

É preciso investir em um bom plano de cargos e salários para que a remuneração para cada cargo ou função na organização seja definida de forma justa. Assim é possível garantir que cada colaborador esteja satisfeito com os seus rendimentos.

Pensar nos planos de carreira personalizados para cada profissional é uma ótima maneira de fazê-los entender que o trabalho realizado será reconhecido e que o compromisso será recompensado com novos cargos e responsabilidades. Isso também significa deixar claro que confiamos neles e em suas habilidades.

Condições de segurança e bem-estar no trabalho

Uma empresa precisa estabelecer condições de trabalho que minimizem o risco de doenças e qualquer outro tipo de dano à saúde física e mental do trabalhador. Também é importante contar com um ambiente confortável e favorável à produtividade da equipe.

Garantir que seus colaboradores sejam saudáveis ​​também passa por um incentivo para uma alimentação saudável. Isso pode ser feito, por exemplo, dispondo de um restaurante na própria empresa, com cardápio variado e a orientação de um nutricionista para ajudá-lo a manter um cardápio balanceado.

Desenvolvimento humano

Esta categoria inclui dar autonomia ao trabalhador, permitir que ele use suas habilidades, dar feedbacks sobre seu desempenho e encorajá-lo a usar todo o seu potencial a serviço da organização. Quando as pessoas não sentem que suas habilidades e esforços são valorizados, elas tendem a abandonar a empresa na primeira oportunidade que surgir.

Oportunidade de crescimento e aprendizado

É importante também que a organização ofereça um bom plano de carreira para os seus colaboradores. Apostar em programas de mentoring para o desenvolvimento de novos líderes é uma boa forma de valorizar, tanto os jovens profissionais que estão começando suas carreiras, como os colaboradores seniores, que vão compartilhar seus conhecimentos com eles.

Quando o trabalhador sabe que pode crescer dentro da empresa e, principalmente, quando a empresa investe no seu aprendizado e qualificação, a tendência é que ele trabalhe mais motivado e feliz, pois sente que o seu futuro está seguro, fazendo parte da organização.

Ambiente de trabalho à diversidade

As pessoas procuram, cada vez mais, se libertar dos preconceitos que foram nutridos pela sociedade ao longo de muitos anos. Por isso, um ambiente de trabalho inclusivo, que abrace as minorias sociais e pessoas com diferentes tipos de deficiências, também é essencial para a qualidade de vida no trabalho.

Além do mais, um ambiente inclusivo, onde as diferenças são valorizadas, favorece a criatividade, gera mais rapidez na resolução de problemas e pode propiciar o surgimento de novas soluções para alavancar a produtividade da empresa.

Equilíbrio entre trabalho e vida

As obrigações do trabalhador com a organização não devem roubar o seu tempo em família, do cuidado com a saúde ou momentos de lazer. Qualidade de vida tem a ver com encontrar o equilíbrio entre todos esses fatores. O trabalhador precisa saber que pode arcar com suas responsabilidades pessoais sem que isso signifique perdas de oportunidades no trabalho.

Coma a chegada da geração Z ao mercado, as empresas precisam começar a implementar estratégias para atender às necessidades desse grupo de trabalho. Eles fazem questão de posições com flexibilidade de horários, possibilidade de home office, processos administrativos gamificados e pacotes de benefícios e incentivos personalizados.

Quais as vantagens de contar com uma consultoria em gestão da qualidade de vida?

Sentir-se valorizado e reconhecido pelos seus esforços e resultados e alcançar um equilíbrio satisfatório entre trabalho e vida pessoal são fatores que os profissionais consideram tanto ou mais que o salário. Portanto, qualquer investimento que tenha como fim a qualidade de vida no trabalho, ou seja, o grau de satisfação do trabalhador com relação ao seu trabalho, será sempre positivo.

Uma organização que cuida da qualidade de vida no trabalho conta com dois benefícios essenciais para sua produtividade: a redução do turnover e a retenção de talentos. Esses, por si só, já são motivos mais que suficientes para que a empresa invista em uma boa gestão da QTV.

A gestão eficiente dos benefícios dos trabalhadores, por exemplo, possibilita a realização de um controle anual e a triagem da saúde do programa. O que permite analisar se o pacote de benefícios oferecidos aos colaboradores está sendo, de fato, efetivo.

Contar com uma empresa de consultoria especializada nesses processos trará muitos benefícios para a organização, como, por exemplo, a análise da eficiência do pacote de serviços, serviços mais personalizados para as suas equipes de trabalho, otimização do retorno sobre o investimento, o acompanhamento constante do uso e do desempenho dos serviços, entre outros.

Enfim, uma boa gestão da qualidade de vida no trabalho garantirá um ambiente sempre saudável e produtivo, com equipes de colaboradores satisfeitos e focados nas metas e resultados organizacionais.

Quer conhecer uma consultoria que pode trazer todas essas vantagens para a sua empresa, que tem tradição e experiência na gestão da qualidade de vida e o ajudará a garantir os melhores benefícios e satisfação para os seus colaboradores? Entre em contato conosco!

Powered by Rock Convert

Inscreve-se para receber nossas novidades!

Receba conteúdos exclusivos gratuitamente no seu e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.